Site e app de acordo com a LGPD

Descubra o que são os cookies e porque o seu site precisa de uma Política de Cookies

nova era da privacidade

Leitura rápida:

LGPD significa Lei Geral de Proteção de Dados.

Muitos sites instalam cookies nos dispositivos dos usuários para coletar as preferências pessoais.

Com a LGPD em vigor, o titular de dados deverá ter ciência sobre a forma como seus dados serão tratados.

A Lei nº 13.709 (BRASIL. Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Acesse aqui . Acesso em: 28 jul. 2020.), sancionada em 14 de agosto de 2018, é conhecida por muitos como LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados. Esta lei entrou em vigor em agosto de 2020 e podemos dizer que, com o crescente avanço tecnológico em todo o mundo, a lei é considerada não somente um marco na história de nosso país, mas também a conquista de direitos que protegem a liberdade e a privacidade dos usuários da internet que tem seus dados tratados em território nacional.
A LGPD carrega consigo uma série de regras que deverão ser observadas por todos aqueles que realizam o tratamento de dados em território nacional. Por isso, tanto o setor público, quanto o setor privado, deverão reavaliar a forma como o tratamento de dados é realizado em atividades do cotidiano, a fim de garantir que a proteção de dados esteja em consonância com a nova lei.
O tratamento de dados ocorre em diferentes atividades do cotidiano. Mas, de muitos elementos que deverão ser avaliados com a LGPD em vigor, pode-se dizer que grande parte dos sítios eletrônicos que tratam dados em território nacional, deverão passar por algumas reformas para que possam estar adequados à Lei Geral de Proteção de Dados.
Os sites, quase em sua maioria, carregam alguns arquivos que merecem atenção especial não somente dos proprietários de sites, mas dos usuários também. Os arquivos, que são conhecidos como “cookies”, criam a possibilidade de um site de e-commerce, por exemplo, conhecer melhor os seus clientes.
Para compreender o porquê de cookies estarem diretamente relacionamos com as preferências do usuário, pense no seguinte cenário:
Você acessa um site e-commerce, e assim que começa a navegar, visualiza a mensagem: “Você aceita nossa Política de Cookies?”. Neste caso, você deverá decidir, se aceita ou não, ou melhor, você poderá ou não dar o seu consentimento.
Agora, supondo que, sem saber exatamente do que se trata esta mensagem, você tenha dado o seu consentimento para a Política de Cookies e assim, seguido com a sua navegação no site, como pretendia desde o início.
Você então navega pelo site, seleciona e adiciona produtos no carrinho virtual, mas desisti e encerra a sua navegação, indo visitar um outro site. Até aí, tudo bem, não é mesmo?!
Mas, passado um tempo, você começa a observar que está recebendo emails promocionais do site e-commerce que você havia visitado, oferecendo justamente o produto que você havia selecionado, adicionado e abandonado no carrinho de compras.
Pois é! Embora coincidências existam, este cenário acontece com muitas pessoas, todos os dias, quando visitam sites, e isto se deve, muito provavelmente, aos cookies.
No nosso cenário de exemplo, quando os Cookies foram aceitos, as preferências do usuário ficaram salvas. Estas preferências, que podem guardar informações como email, localização geográfica, ou páginas visitadas de um site, são muito valiosas, por exemplo, para as equipes de marketing, porque as informações adquiridas permitem que as ações de marketing sejam traçadas de forma mais certeira, com maior potencial de conversão.
Porém, em nosso exemplo, o site e-commerce apresentava uma mensagem de consentimento para o uso de cookies. Então, a Política de Cookies, que será visualizada por meio de um link disponibilizado, guarda as informações que dão ciência ao usuário sobre a forma como os dados dele serão tratados. Esta é uma das regras previstas na LGPD, pois a lei fala em consentimento, que é a palavra-chave para estas relações, não somente virtuais, onde o tratamento de dados acontece, podendo os titulares de dados aceitarem ou não determinadas práticas relacionadas com seus dados pessoais.
Por isso, se você tem um site ou app, que instala cookies nos dispositivos dos usuários, será necessário ter o consentimento dos usuários e este consentimento poderá ser adicionado com uma Política de Cookies adequada a Lei Geral de Proteção de Dados. Para adequar o seu site ou app, crie um bom planejamento, pois o site é apenas um dos elementos que deverá ser avaliado. Além do site, será importante ainda avaliar Políticas de Privacidades, Termos e Condições, Bancos de Dados, dentre muitos outros elementos.

Escrito por: Luigi Trevisioli

Confira outros artigos

Agende uma reunião online gratuita

Entenda as suas obrigadações com a entrada da LGPD!

entre em contato

Atuação

A Inovatoro atende pessoas físicas, profissionais liberais e empresas de todo o Brasil.

Agende reuniões e consultas de forma remota por Videochamadas ou WhatsApp.